COMO PODEREMOS REALIZAR A OBRA DE DEUS EFICIENTEMENTE .



A UNÇÃO FAZ A DIFERENÇA
Sl 92.10 Hb 1.9 Sl 23.5



I – A NECESSIDADE DA UNÇÃO

1.1 E a unção de Deus capacita uma pessoa a ocupar um cargo para o qual Deus o chamou.
1.2 O próprio Jesus só iniciou o seu ministério depois que foi ungido. Lc 4.16-21 - At 10.38 Mt 4.23
Aplicação. Se o próprio Jesus precisou da unção para inicIar seu ministério IMAGINE EU E VOCÊ.

II – O QUE É UNÇÃO

2.1 A unção no Antigo Testamento:
Significa untar com óleo ou com ungüento. Ungüento => origina-se de uma palavra no latin que significa Ungir.
2.2 O óleo do ungüento era preparado especialmente para esse propósito. Ex. 30.22-33
2.3 Ingredientes para preparação do ungüento. Ex. 30.23-25 -
a) Mirra – Resina aromática – Goma odorífica, medicinal, anestésica, purificadora, produzida pelo balsamodembro.
b) Cinamomo – canela de cheiro, que compreende a cânfora, árvore perfumada (Ct 4.14)
c) Cálamo – raiz aromática de uma espécie de caniço dos pântanos, planta de cheiro doce.
d) Óleo de oliveira
e) Cássia – árvore com flores amarelas que dá vagens cujas sementes são medicinais e perfumadas, casca aromática.



2.3 – Quem era ungido no Antigo Testamento
a) Reis – I Sm 16.1-13 - Sl 89.20
b) Sacerdotes – Ex 29.4-7
c) Profetas – I Rs 19.15,16,19-21
d) Todos utensílios e mobílias do templo / tabernáculo – Ex 30.27-29 -
2.4 – A unção do Novo Testamento
Para nos ajudar a entender a unção no N.T. temos que perceber que as palavras: PODER, ESPÍRITO, ESPÍRITO SANTO, VIRTUDE, UNÇÃO AUTORIDADE... são sinônimos.

2.5 – A unção no N. T. está centralizada em Jesus Cristo. Messias / Cristo significa o ungido.
a) Ungido no seu nascimento. Lc 1.35
b) Ungido no seu batismo. Lc 3.21-22 -. Mt 3.16-17
c) Ungido no seu ministério – Lc 4.18, 21.
2.6 A quíntupla unção sobre Jesus – Ef 4.11-12
1 Jesus o Apóstolo. Hb 3.1
2. Jesus o Profeta. Mc 6.4
3. Jesus o Evangelista. Lc 4.18
4. Jesus o Pastor. Jo 10.11
5. Jesus o Mestre. Mt 7.28,29

2.7 – A unção sobre os crentes
Jo 3.34 Jo 7.38 Jo 16.17-18
2.8 - A unção sobre os crentes para reinar. Rm 5.17
2.9 - A unção sobre os crentes como sacerdotes. Ap 1.5-6
2.10 – A unção sobre os crentes como profetas. Cl 3.16
Importante. A ministração com óleo na atual dispensação está acompanhada a oração da fé que separa o enfermo. Tg 5.14-15. e a unção como capacitação hoje acontece pela unção do Espírito Santo. Lc 4.18; At 10.38

III – PROPÓSITOS DA UNÇÃO NA BÍBLIA
3.1 – Ex. 40.9-16 – Separação de homens e objetos para uso exclusivo de Deus.
3.2 – Ex. 30.30 – Consagração – Ocupação com as coisas de deus
3.3 – I Sm 10.1-3 – Habilitação – O ato reveste o eleito de autoridade para uma tarefa especifica.
3.4 – I Sm 10.6 – Transformação. O Espírito do Senhor apossará de ti.
3.5 – I Jo 2.20 – Ensino – E vos tendes a unção do Santo e tendes todo o conhecimento.
3.6 – As sete características da unção do Santo – Is 11.2
1. O Espírito do Senhor
2. O Espírito de Sabedoria
3. O Espírito de Entendimento
4. O Espírito de Conselho
5. O Espírito de Fortaleza
6. O Espírito de Conhecimento
7. O Espírito de Temor do Senhor – Ap 1.4
3.7 – A unção do Salmo 23.5
a) Proteção. O óleo na cabeça das ovelhas evita mosca.
b) Cura. A ovelha arranhada, machucada era curada com óleo.
c) Livramento. O cheiro do óleo evitava que a ovelha fosse farejada.

IV – A MOSCA NO UNGIUENTO
Ec 10.1 – Qual mosca morta faz o ungüento do perfumador exalar mau cheiro.
1. Ec 7.1 – E melhor bom nome do que o melhor ungüento.
2. Hb 1.9 – Unção e santificação.

V – PROPÓSITOS DA UNÇÃO NA EVANGELIZAÇÃO
Is 61.1-3; Lc 4.18-19
5.1 – Pregar boas-novas aos mansos – pobres
5.2 – Restaurar os contritos de coração
5.3 – Proclamar liberdade aos cativos
5.4 – Proclamar abertura de prisão aos presos
5.5 – Abrir os olhos dos cegos
5.6 – Por em liberdade os oprimidos
5.7 – Anunciar o ano aceitável do Senhor.
5.8 – Apregoar o ano da vingança do nosso Deus
5.9 – A consolar os que choram


VI – A UNÇÃO FAZ A DIFERENÇA – Sl 92.10
6.1 – Se houver unção nos púlpitos haverá glorificação nos bancos.
6.2 – A diferença da unção no Sl 133
a) O óleo preciso desde, derramado;
b) Na cabeça – governo, direção, administradão.
c) Na barba – autoridade, ousadia, intrepidez
d) Na gola – intimidade, comunhão
e) Nas vestes – União, unidade “E ali que o Senhor ordena a benção e a vida para sempre”.




Postar um comentário

Vale a Pena Ver de Novo .

Seguidores

Siga-me Google+